O APEGO É CONSEQUÊNCIA

13:53



Um dia li um texto que dizia como era se acostumar com as coisas boas que alguém nos proporcionava, e depois estar só.
Fiquei chocada, o texto era bom demais, verdadeiro demais.
Quis escrever sobre.
É ruim mesmo, né?!
Um dia chega alguém que nos mostra como é maravilhoso partilhar das coisas diárias com alguém, desde as grandes até as pequenas coisas, como você foi.
É confortante ter alguém que escuta todas as coisas que tu fez no teu dia, conta as que ele fez também e se torna então, um pedaço da tua rotina.
As pessoas tem dessas: chegam, nos cativam e ficam ali como se fosse parte da nossa vida, te faz não lembrar de como era antes dela chegar e se perguntar "como é que demorei tanto pra chegar até aqui?"
Então dizia no texto que tudo que criei, inclusive essa de te incluir nas minhas manias diárias, era única e exclusiva responsabilidade minha e, porra, é mesmo!
Eu não vou te culpar por tudo, claro que não! Mas uma coisa leva a outra, você não acha?
Eu não teria me acostumado tanto se você não tivesse deixado, pelo menos, um pingo de esperança para eu me alimentar.
Acredito eu, que cada ato que fizemos tem uma consequência.
Meu apego foi consequência do seu jeito, todo seu, de me cativar.
Mas o problema, é que voltar ao normal é estranho. Me sinto perdida.
Tem coisas que acontecem em meu dia e eu quero contar na hora pra você.
Ás vezes minha mãe faz teu prato preferido e eu queria poder te mostrar isso.
Mostrar que vi algo sobre aquele assunto em que passamos horas conversando.
Eu queria ter te mostrado até o texto que eu li e pensei em escrever esse.
A responsabilidade foi toda minha de ter me acostumado assim.
O apego há de ir embora.
Vou me acostumar.
Do jeito que me acostumei com sua chegada,
Me acostumarei também, com sua ausência.
Ficarei bem!





You Might Also Like

0 comentários