ELA SÓ PRECISA SENTIR

23:49


Apesar de não me conhecer, ela sentou-se ao meu lado. Tinha no olhar uma cor sombria, parecia que naquele momento aquela mulher, que tinha tanto da menina que foi, carregava todas as dores do mundo. Começou a falar, como se através daquele desabafo a carga pesada fosse diminuindo. Ela falou dos sonhos, decepções e o mais importante: que nenhuma maldade colocaria em dúvida sua fé, disse que a estrada que trilhava era longa, a caminhada árdua, e que em um tempo atrás, não muito longe dali havia passado por uma trilha aparentemente bela, com árvores lindas e isso facilitava o seu caminhar pois as suas sombras eram um bálsamo diante do calor. 

Mas, em um determinado momento a paisagem mudou, o atalho que agora se apresentava não era animador, vegetação seca, muitas curvas. Disse que recebeu abrigo onde não esperava e continua sua caminhada acreditando que Deus é maior, que nunca estará sozinha, ainda que as pessoas não possam ver quem a acompanha, ela também não precisa olhar ou tocar, ela só precisa sentir,

e ela sente. 


Ps: Este é um texto colaborativo, escrito em parceria com Preta Menezes, que é minha mãe e a mulher mais incrível que já conheci. Mãe, obrigada por tudo. 





You Might Also Like

0 comentários