SETENTA E OITO DIAS

14:34


Que você foi embora.
Que eu chorei como se as lágrimas fossem uma torneira aberta em meus olhos.
Que pensei que essa dor não passaria.
Que na minha cabeça só passava "não encontrarei alguém como você."
É devastador o que fica.
O sentimento de culpa, de não ter sido e continuar não sendo suficiente o bastante.
Você já provou disso?
Eu acho que não.
Sua auto confiança e convencimento ridículo me faz pensar isso.
Você se acha o bastante pra se sentir suficiente ou, bom até demais, pra todo mundo, não é?
Você sabe que sim, garoto. Não minta.
Não me diga aquela frase de sempre: "não é isso.."
Porque é, sim!
Você inflama esse teu ego até a cabeça. Se faz de bonzinho pra achar que realmente é um.
Mas você não é. É uma pessoa tão ruim.
E tem medo, tem medo que as pessoas não gostem de você porque você gosta de ser amado.
Gosta que as pessoas estejam com você, que ninguém te deixe sozinho.
Gosta novamente de: inflar esse seu ego ridículo!
E o pior é que você não cansa. E ainda se faz, finge que tudo isso é mentira e até você acredita que é.
Mas, é tudo verdade.
Você é tão egoísta e só pensa em você.
Cativa as pessoas a sua volta pra que elas gostem da pessoa que você finge ser, e no fundo não é.
Você não passa de um egoísta que ao invés de pensar em tudo isso quando ler esse texto, vai ficar bravo.
Porque? Porque é demais pra você ouvir falar as suas verdades.
É demais pra você alguém falar tão mal sobre sua pessoa.
Logo você, que se finge o bonzinho de todas as histórias.
Fala mais uma vez que na minha versão de tudo isso, eu faço você como um monstro.
Fale, talvez assim, tire a culpa que é toda sua, da história.
Finja ser uma boa pessoa, porque assim até você acredita mesmo que é.
Faz 78 dias.
78 dias que ao invés de te perder,
eu me livrei.






You Might Also Like

0 comentários