NO FUNDO DO POÇO

17:30

  
 Hoje eu tive medo. Medo de mim, medo de você. Medo do possível e do impossível. Tive medo dos meus pensamentos e dos seus. Medo da sua resposta e da minha pergunta. Medo de você me amar e me odiar. Medo da minha própria felicidade. Tive medo do futuro e do passado. De que minha vida pudesse virar de cabeça para baixo. Me vi cavando um poço, cada vez mais fundo, pra poder me enfiar nele e não sair nunca mais. Pra não ter que enfrentar todos esses medos que o próprio medo traz com ele, sabe?
  Mas hoje eu venci meu medo. Eu me arrisquei. Eu ouvi suas respostas, fiz minhas perguntas. Esqueci por um tempo de todos os meus pensamentos, e não esperei que você me dissesse os seus. Te amei e te odiei, e não procurei saber o que você sentiu. Eu não tive medo do futuro e nem do passado, porque eu vivi o agora. Eu fui feliz, talvez não pelo resultado, mas por ter conseguido vencer.
   As vezes você só tem que se dar um empurrãozinho. Porque esse poço aonde você está tentando se esconder pode dar em algum lugar. Só basta querer. Tenta entender que a sua felicidade nem sempre vai ser a felicidade dos outros, ela nunca pode se basear em outra pessoa que não seja você. E se você chegar no final do poço e não encontrar o que procurou, cava mais um pouquinho vai, as vezes você acha coisas que nunca pensou em procurar.





You Might Also Like

0 comentários