MEU ETERNO DILEMA

13:46

    Não sei se você sabe, rapaz, mas você mexe com a minha cabeça. Você me tira o sono com toda essa sua mania de viver a vida insanamente sem se preocupar com o dia de amanhã. Eu sei que eu deveria até tentar viver um pouco mais assim. Devia me arriscar, me jogar inteira sem nem ligar pro que deixei para lá.
     Mas ainda não consigo, porque enquanto você pula, eu calculo a queda e já preparo um kit de emergência para caso você precise curar um machucado.
    Não acho que isso seja justo. Eu sento na escrivaninha no meu escritório perfeitamente arrumado e faço os planos pensando nos mínimos detalhes enquanto você só chega e executa tudo com facilidade? Quase como se fosse um profissional na arte de improvisar tudo o que eu planejei?
    Eu tenho um pouquinho de inveja das suas cicatrizes às vezes. Dos dias que você viveu apenas andando por aí, sem rumo mesmo, sem nem saber o caminho de volta para casa. Sei que são essas as histórias que mais vão encantar as páginas dos livros.
     Mas não sei não planejar o dia seguinte tendo você do meu lado, porque é mais do que certo que o amor que eu cultivo por ti venha à crescer diariamente. Seu sorriso brincalhão, seu abraço apertado, seu jeito desleixado de encarar as dificuldades da vida até fazem parecer que não são tão pesadas.
       Meu eterno dilema que vive em você.
     
 Eu quero te matar vez ou outra, quando você aceita uma queda livre sem nem pensar duas vezes, mas passa. Somos o equilíbrio do nosso próprio amor. Porque eu vou estar aqui quando você vier gargalhando pronto para me contar das suas experiências mirabolantes.
     Acho que até eu me perco nos meus planos quando olho para você e sei que o futuro não importa enquanto o presente contigo existir.
    

You Might Also Like

0 comentários