DE TODAS AS COISAS QUE EU ODEIO NO MUNDO, VOCÊ É A MINHA PREFERIDA

19:40

        Hoje, no meio do meu turbilhão de pensamentos amontoados, lembro-me de listar todas as coisas que eu odeio em você, de listar também todas as suas manias mais idiotas, listar todas as vezes em que eu não consegui dormir listando todas essas mesmas coisas.
   Lembro-me que hoje eu te xinguei mil vezes por
 pensamento, te mandei ir embora, jurei na minha própria mente conturbada que não queria - nunca mais - olhar nos seus olhos, rir das suas piadas sem graças, abraçar você. Sério, se você ao menos soubesse de todas as vezes em que você esteve na minha mente hoje, fugiria de mim, pois foram muitas.
    Foram inúmeras as formas que eu imaginei de te sequestrar, te arrancar pedaços. Mas foram inúmeras as formas que eu imaginei para te guardar num pote perto de mim, guardar dentro de mim, guardar para sempre comigo.
 

   Hoje, no meio das minhas confusões mentais, no meio das coisas em que eu realmente falei, e no meio das coisas que eu deixei de falar, estava você
   Hoje, eu tive vontade de te mandar ir embora, mas também tive a necessidade de chorar a sua partida. Hoje, eu percebi que no meio de todas as coisas que eu odeio em você, dentre todas as coisas que me fizeram chorar, estava lá meu amor.  
   A verdade é que eu tentei não amar você, não odiar você, não atender suas ligações, não ler as suas mensagens, não lembrar seu endereço, o número do seu telefone. Juro que tentei pegar todos os meus pensamentos e colocar em prática, um por um.  
   Mas não deu. Não dá.
    E hoje, quando eu fui embora, quando eu saí destrambelhada, eu lembro-me de pensar sobretudo que queria que você me segurasse, me beijasse a testa e me dissesse: Nós somos errados, mas somos nós.  E lembro-me de pensar em quão tola eu seria, pois sabia que ficaria nos seus braços, sentiria o seu beijo na minha testa, e continuaria ali errada, porém sua.  













You Might Also Like

0 comentários